11.07.2017

Utilização dos dados do Seade na produção científica brasileira

A Fundação Seade, referência nacional na produção e disseminação de estatísticas e análises socioeconômicas e demográficas, tem subsidiado a realização de estudos das mais diferentes naturezas, além de contribuir para definição e acompanhamento das políticas públicas.

Com o objetivo de dimensionar a utilização das informações e análises produzidas pela Instituição por pesquisadores de instituições de ensino e pesquisa, produziu-se um levantamento tendo como cenário os textos científicos – teses, dissertações, trabalhos de conclusão de curso e artigos (anais e periódicos científicos).

A pesquisa utilizou bases bibliográficas nacionais e internacionais, organizando um painel que reúne 1990 citações com os dados produzidos pelo Seade. O painel traz a informação sobre os tipos de trabalhos acadêmicos produzidos, área do conhecimento em que eles se enquadram bem como a identificação da base de dados ou produto aplicado.

tabela1_Producao_Seade

Segundo a classificação de conhecimento do CNPq, as áreas que apresentaram maior frequência de utilização foram Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas e Ciências da Saúde. Sendo que do total de 1990 trabalhos listados, 1228 correspondem a teses de doutorado e dissertações de mestrado.

tabela_Producao_Seade

Os estados das regiões Sudeste e Sul, com destaque para São Paulo, são os que mais apresentam trabalhos científicos empregando dados elaborados pelo Seade.

Mapa_Prod_seade

Nesse período da era do conhecimento, apresentar o papel da Fundação Seade como fonte de informação é relevante e necessário, não só para o aprimoramento da produção de seus dados, análises e metodologias, como também para organização da disseminação de suas informações.

O levantamento está disponível: Teses e Artigos