28.06.2017

Taxa de desemprego manteve-se relativamente estável ao passar de 18,6% em abril para 18,8% em maio

As informações da Pesquisa de Emprego e Desemprego, realizada pela Fundação Seade e pelo Dieese, mostram que a taxa de desemprego total na Região Metropolitana de São Paulo permaneceu relativamente estável, ao passar de 18,6%, em abril, para os atuais 18,8%. Segundo suas componentes, a taxa de desemprego aberto variou de 15,5% para 15,9% e a de desemprego oculto de 3,1% para 2,9%, no mesmo período.

Em maio de 2017, o contingente de desempregados foi estimado em 2.119 mil pessoas, 31 mil a mais do que no mês anterior. Esse resultado deveu-se à combinação entre a relativa estabilidade do nível de ocupação (mais 11 mil postos de trabalho, ou 0,1%), e o pequeno aumento da População Economicamente Ativa (42 mil pessoas entraram na força de trabalho da região, ou 0,4%).

No mês em análise, o nível de ocupação permaneceu em relativa estabilidade (0,1%), estimando-se o contingente de ocupados em 9.150 mil pessoas. Sob a ótica setorial, esse resultado decorreu de movimentos diferentes: aumento na Indústria de Transformação (geração de 38 mil postos de trabalho, ou 2,9%) e no Comércio e Reparação de Veículos Automotores e Motocicletas (11 mil, ou 0,7%) e redução nos Serviços (eliminação de 39 mil postos de trabalho, ou -0,7%) e na Construção (-17 mil, ou -2,8%).

Entre março e abril de 2017, elevaram-se os rendimentos médios reais de ocupados (1,1%) e de assalariados (1,9%), passando a equivaler a R$ 1.948 e R$ 2.027, respectivamente.

Consulte aqui a íntegra da pesquisa.